”Não te deixes apanhar no passado,
porque o passado já passou. Não te preocupes
com o futuro, porque ainda não chegou. Apenas existe
um momento em que tu estás vivo, e esse momento é o presente. 
Retorna ao momento presente e vive-o profundamente, e então serás livre.”
 
– – O Buda
 

A consciência plena é a prática contínua, em todos os momentos do quotidiano, de tocar profundamente a vida enquanto estamos sentados, a andar, a comer, a beber e até a trabalhar. Quando praticamos a consciência plena, a nossa mente não se agarra ao passado, nem se preocupa com o futuro, apenas estando completamente consciente com o que acontece no momento presente. Quando praticamos a consciência plena, estamos a cultivar a paz e a alegria no nosso interior e à nossa volta, libertando-nos dos medos, ansiedades, cóleras e confusões.

Buda é frequentemente retratado como estando sentado sobre uma flor de lotus, muito fresca e muito estável. Se conseguirmo-nos sentar no aqui e agora, qualquer sitio ou qualquer coisa que estejamos a fazer, transformam-se na flor do lotus, independentemente de estarmos na base de uma árvore, sobre a nossa almofada de meditação, a comer uma laranja, a beber o nosso chá ou a lavar pratos. Quando estamos realmente aqui no momento presente, como o Buda, nós também nos tornamos frescos, vivos e estáveis.

Advertisements